Trem Bala

1Kilo

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Trem Bala 1Kilo
Enemies querem me ver cair
Querem meu cargo, não meu trabalho
Não querem as noites sem dormir
Mas acham que merecem meu espaço
Correria até elevar o nível
De invisível para intocável
Fazendo o impossível ser inevitável
É indiscutível, 1Kilo implacável
Cês são previsível, nóis é inabalável
Prenda-me se for capaz
Tô bem além do que eles vêem
Quanto mais têm, elas querem mais
Encosta a mão não, que os menor são trem bala
Andando sem trava, mais de 100 placas
Melhor do Rio, fala quem tá de volta nas área
Causando calafrio

Cata a cota e vaza, conta as nota, canto a vida, corto a brisa
Nóis que roda todo o mapa e têm respeito em qualquer quebrada que pisa, fé
Cata a cota e vaza, conta as nota, canto a vida, corto a brisa
Nóis que roda todo o mapa e têm respeito em qualquer quebrada que pisa, fé

O bonde chega e passa, leva e arrasta a massa
Nada vem de graça, as conversa cara de favela
É a alma na levada braba, nóis chega e embaça
Calma, aquieta, parça
Eles falam, falam, 1Kilo no topo
Pra, pera um pouco, bagunçamo o jogo
Verme deu chilique, avancei no beat
Agora é mais um hit na boca do povo
Tá pensando que o bonde vai cair?
Na na na, na na na não
Tá querendo feito louco me atingir?
Ei rapá, calma lá que cê num vai, não
E vendo o que eu vi, e eu vi foi de perto
Pra quem se jogava nunca dava certo
Ali no campão, eu vi a função
O exemplo ficava dos cara mais velhos
Tudo um pouco ou muito, nada espero
Na quina, na berma, regata e chinelo
Profissão perigo, sigo foragido
E confesso, amigo, eu matei meu ego
Vi meu bonde explodir teu baile
Cash, kush, game é um mero detalhe
Trip aqui na city no estilo alien
Back track trap no teu nível hard

Dominando o mundo
DJ Grego nos beat
Pega a visão, vagabundo
Nem o céu é o limite
Dominando o mundo
Avançamos no beat
Pega a visão, vagabundo
Nem o céu é o limite

O bonde é o crime, não é o creme
Vagabundo treme quando nóis agita o baile, go, go
A teoria da alma de ouro
Fé que nós estourou tudo
Todos os limite, todas boate
Vagabundo sabe que é de verdade
Alma de favela tomando cidade
É melhor abrir passagem

Querem ver no chão só quem lutou
Entendeu? A favela venceu
Querem ver no chão só quem lutou
Entendeu? A favela venceu

Falo sério, jão, é de grão em grão, fortalece o bang
Quem não matar morre, morre quem mata com banho de sangue
Força aos que fica, forca aos traíra, nada será como antes
Imagina a glória, faz minha nóia, o silêncio respira um instante
Sabe como é
Sofrimento é crescimento pra quem tem fé
Mendigueiro, ratoeiro tá no pé
Só de quina na esquina quem quer
Não atravessa as linhas amarelas
Sem sossego no aconchego, beco da favela
Ouço vozes e açoites, porão do sul
A beleza da tristeza de um canto blues
Deus me livre e guarde
Frieza no calor
Quem tiver comigo
Só sou um sonhador
Sonhador, sonhador, sonhador

Querem ver no chão só quem lutou
Entendeu? A favela venceu
Querem ver no chão só quem lutou
Entendeu? A favela venceu


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
00:00 / 00:00