Sem Cobiça

Edvaldo Santana

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Sem Cobiça Edvaldo Santana
Um homem ponderado
Sem pressa e sem cobiça
levava sua vida

Apreciava a coragem a ousadia
O respeito a alegria
Que sua tribo cantava

Acreditava que ninguém acabaria
Que apenas mudaria
Por uns tempos de lugar

Até que um dia um sujeito enciumado
Com dinheiro e deslumbrado pelas luzes do poder
Comprou o radio a tv e o mercado

Espalhou pra todo lado até pra quem não quer ver
Um passo em falso um boato criou perna
Que o homem era mesmo da baderna

Que gostava de fumar um chá
Se não bastasse disse não pra uma balzaca
Filha de um burocrata pós regime militar

Daí em diante é que a corda foi ruindo
Gente que o achava lindo não quer nem ouvir falar
E aquele cara que tinha uma cara rara

De herói virou a mala que ninguém quer carregar
É evidente cada mídia tem um lado
Ela escolhe o convidado e o que ele vai falar

E de repente o pião tá dominado
Não consegue se expressar
Mas nego veio que andava recuado

Vendo seu nome queimado resolveu contra-atacar
Caiu na estrada cantou Soul na vaquejada
Fez da vida a namorada e do Sol seu habitat

Um passageiro sem futuro e sem ponteiro
Sabe pelo marinheiro onde é bom pra descansar
Um candeeiro paulistano forroqueiro
Não se ilude com dinheiro nem tem ouro pra mostrar


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Estilos: MPB, Samba
Site Oficial
Publicidade
Publicidade
00:00 / 00:00