Bala de Prata (Ao Vivo)

Fernando e Sorocaba

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Bala de Prata (Ao Vivo) Fernando e Sorocaba
Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Bandida
Você atirou em minha direção
E acertou bem no meu coração
Minha vida ficou na palma de suas mãos

Hoje cedo acordei, mas sei lá
Uma coisa diferente em mim
O meu corpo arranhado, suado
Uma história sem começo e fim

Ela entrou no meio da noite
Tem a chave do meu coração
De repente soltou seus cabelos
Me entreguei sem ter reação

Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Bandida
Você atirou em minha direção
E acertou bem no meu coração
Minha vida ficou na palma de suas mãos

Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Não posso olhar dentro do seu olhar
Bala de prata acerta pra matar
Virei seu refém e não quero escapar

Bandida
Você atirou em minha direção
E acertou bem no meu coração
Minha vida ficou na palma de suas mãos

Criminosa


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Fernando e Sorocaba
00:00 / 00:00