Traduzir letra para:
  • tradução
Ala pucha Gaucho da Fronteira
Ala pucha tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo
Ala pucha tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo

Se a bala vem por baixo, eu salto pra cima
Se a bala vem por cima, me atiro pra baixo
Se a bala vem no meio, eu rolo pra qualquer lado
E saio dando pulo mais do que tatu faqueado

Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo
Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo

Se me apontarem um revólver este gaudério nem liga
Mas se puxarem uma faca, me dá um frio na barriga
não entro numa briga querendo me divertir
dou um boi pra não entrar e uma tropa pra não sai

Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo
Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo

Tratar bem não é ter medo, dizia um velho ditado
Eu não nasci de susto, portanto não sou assustado
Procuro me defender quando a coisa fica feia
Não corro não sei do que, nunco mordo quem peleia

Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo
Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo

Respeito todo mundo gosto de ser respeitado
Me orgulham amizades, por onde tenho passado
Faço amor, não faço guerra porque sou homem de bem
Tenho amor por essa terra e o povo que quero bem


Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo
Ala pucha, tchê não se assustemo
Que no perigo a bala vem nóis se abaixemo



Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Gaucho da Fronteira
00:00 / 00:00