Derramaro O Gai/Imbalanca (Ao Vivo)

Luíz Gonzaga

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Derramaro O Gai/Imbalanca (Ao Vivo) Luíz Gonzaga
Eu nesse côco num vadeio mais
Apagaro o candeeiro, derramaro o gai (Côro) (4x)

Apagaro o candeeiro, derramaro o gái
Coisa boa nesse escuro já sei que num sai
Já não tão mais respeitando nem eu que sou pai
Pois me deram um beliscão quase a carça cai
Começando desse jeito num sei pronde vai
Por isso nesse côco num vadeio mais
Eu nesse côco num vadeio mais...

Eu nesse côco num vadeio mais
Apagaro o candeeiro, derramaro o gai (Côro) (4x)

Seu Zé Chico nesse côco e Isabé num cai
Pois ficou que nem badalo dentro do chocái
Levou tanta imbigada que caiu pra trái
Saiu andando manca que nem papagái
Seu marido foi falar mas levou cinco tái
Por isso nesse côco num vadeio mais

Eu nesse côco num vadeio mais
Apagaro o candeeiro, derramaro o gai...

[Falando]

Derramaro o gai

[Falando]

Óia a paia do coqueiro
Quando o vento dá,
Óia o tombo da jangada
Nas ondas do mar,
Óia o tombo da jangada
Nas ondas do mar,
Óia a paia do coqueiro
Quando o vento dá

Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá

Pra você agüentar meu rojão
É preciso saber requebrar
Ter molejo nos pés e nas mãos
Ter no corpo o balanço do mar
Ser que nem carrapeta no chão
E virar foia seca no ar
Para quando escutar meu baião

Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá

Você tem que viver no sertão
Pra na rede aprender a embalar,
Aprender a bater no pilão,
Na peneira aprender peneirar
Ver relampo no mei' dos trovão
Fazer cobra de fogo no ar
Para quando escutar meu baião

Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá
Imbalança, imbalança, imbalançá





Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Luíz Gonzaga
00:00 / 00:00