Poesia Democrática

Mc Maomé

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Poesia Democrática Mc Maomé
Poesia Democratica, naa pratica forma enfática,
Tática didática, exata igual a matemática
Hoje eu entendo, porque eu aprendi a contar
Sempre quando eu divido, eu multiplico pra somar

Um mais um é igual a dois, isso nunca vai mudar
E a raiz do meu quadrado, ninguém pode calcular
Treze vezes 22, 48 horas no ar
Dezeseis linhas de rima vai formando um quadrangular

Dois na ponta, 3 no meio um atacante titular
Político, banqueiro, laranja perticular
Quarenta ladrões na gangue do bandido Ali Babá
Quarenta milhões na conta de quem mata pra roubar

Ponto trinta pra atirar, trinta trinta pra escutar
Quatro e vinte no ponteiro é um palito pra incinerar
Uma vida pra viver, sete mares pra surfar
Cento e vinte BPM num mundo particular

Eu vou Mostrar pro mundo todo o meu valor
Provar que eu também sou merecedor
E que unidos nos podemos mais
Podemos mais, muito mais (bis)

Mãos a obra a vida cobra com dispô de sobra
Eliminando cada cobra rima se desdobra
A dama quando alopra blefa e a pedra alheia assopra
Os mano desenrola se brota os homem da frota

Não seremos a sobra dessa decomposição é a nossa opinião
na discussão tem que ter o peso de um trovão
Nossa cota não é chacota anota, cota anota a nota e nota
Quanto mais cocota mais feliz fica o patrão

Eu quero é ter sossego e também ter um quilo do bom
Cereja no martini e na matina um fino som
Do pagodinho de Zeca ao tropkillaz de Zegon
Sabotage, Notorious B.I.G, Tim e Tom

Poder fazer um bagulho bom na vida dos pivete
O hip hop tá na rua e não na internete
Let's go to back pra lembrarmos de 97
Diário de um detento gravado em fita k7

Eu vou Mostrar pro mundo todo o meu valor
Provar que eu também sou merecedor
E que unidos nos podemos mais
Podemos mais, muito mais, muito muito mais...


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Mc Maomé
mais acessadas: Poesia Democrática
Publicidade
00:00 / 00:00