Língua de Largatixa

Neurônios Sub-Conscientes

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Língua de Largatixa Neurônios Sub-Conscientes
- Iaê
- pow iaê Alex
- quem ta falando meu vei
- é o Invasor aqui vei se liga só fiquei sabendo que o patrão rodou ai e tem cabana na jogada e ai vamo cobrar essa fita mermao
- intão liga o kamikase ai e o Mister som pra gente vê coeh desses corre
' já basta os homi atrás da bixa ainda tem o lingua de largatixa
o celular atenta o cão vai no cantinho faz ligação entrega o irmão
de lupa escura usa colero tu representa ainda quer tirar bandido
lei da favela so vai dar nisso cabuetou chá de sumiço
brasil sofrido num entrega a fita num segurar é boca cheia de formiga
desacredita num bota fé lá vai confeito se explique pro lúcifer
a vida ensina é bang bang se é pelo pão zé povinho tem que ta longe
diz ter dinheiro quer comprar um revólver não sei quem é pior os coxinha ou os X9
traz o cabrito mais de uma vez depois que roda diz até o que não fez
gente desse tipo rouba a esperança a nossa alma num bate nos quer distância
operação arma branca traz a lima vai ser dois caixão um pra ele e um pra língua
entrega os mano e quer ta certo quando acordar já vai ta la no inferno
hoje acredita que a união tem voz cabueta e zé povinho tem que ta longe de nóis
quanto mais longe melhor pilantra medroso atrasa lado entrega os fragoso
mexe com todos o lobisomem oh levou pipoco acerto no caba homi
não to julgando fique longe do meus mano lingua de largatixa tem que botar pocando
se entrometendo onde não tem nada haver se cai no baldomero da o cú até morrer
pode ter conta no banco dólar mansão sempre vai ser visado a sete palmos do chão
eliminando a espécie não contamina pior do que ele é quem passar a mão por cima
alagoano me arriscando pelo RAP inimigo número um desses fidapexte
tu ta ligado nois num achou petróleo prefiro amor mais de cabana eu tenho ódio
se o zé povinho morrer nem venha me contar so se for pra eu correr pra comemorar
trancando no barraco eu e minha preta charlando um baseado acompanhado com umas breja
ligeiro que esses cú que não corre pelo certo Deus no coração zé povinho la no inferno
a fumaça incomoda tiozão coeh qual foi teu filho pode dar vinte porque não posso dar dois
faz o teu deixa de olhar pro lado senti o cheiro e quer tirar quem ta lombrado
sabe de tudo quem morreu quem matou quem saiu quem rodou quem perdeu quem ganhou
quer ta por dentro quer ser o mala X9 na moral tu num paga uma bala
so vale a pena se for no mei da testa cabueta chumbeta tua raça não presta
ja começou a temporada de caça ganha quem pegar o cabana enfiar o cú dele numa estaca
pra ele sentir que nois né tão feliz assim visitados em mim cabuetou porque quis
olho de coruja cara de sapo em todas quebra se tromba esses frojado
adiantado sorriso falso vem coriar so pra espalhar boato
de mim pra tu de tu pra mim diz que me disse leva e traz ele é assim
conspirador pensa que é esperto derruba teu serviço vai ligar 190
joga uma verde quer colher madura arma cocó pra quem vestir a carapuça
na lei da rua é sem perdão cobrança é severa não tem boi pra vacilão
diz o que quer lingua não tem osso quero ver na frente dos menino apetitoso
cena do louco tem muleke doido arranca tua lingua rasga teu pescoço
sangue no olho dedo nervoso chapa o côco fura teu corpo
fala da vida dos outros aqui o futuro é pouco os psico come nada resolva com o bixo solto
voa miolo desfigura o rosto diversos garotão pra quebrar ficar afoito
olho gordo curioso cai na vala no esgoto toda ação uma reação eu acho é pouco
meteu as cara pra falar dos outros logo roda quero ver cabuetar agora com o pé na corva
paga de nenhuma mais joga no outro time cola na rapa ginga todo cheio dos palpite
ainda tem que acredite nesse judas do caralho mais é nenhuma o mundo gira e seu castelo um dia cai
quem com ferro fere com ferro será ferido o mermo vai servir pra quem vier tirar o serviço
novo milénio não precisa ser um gênio pra entender que ainda imperar por aqui lei do silêncio
e quem matar o pau no cú merece um prémio não venha me pedir misericórdia que eu não tenho
filha da puta de espírito imundo sua atitude de covarde atormenta vagabundo
maquiavelico com pilantra sem palavra é um dois queimou o irmão de graça entrega o comparsa
que vai pagar pelo mal uso da sua lábia se vacilar se descuidar levou tiro na cara
o encontro ta marcado homicidio a curto prazo os muleke causa estrago sem direito a recado
num sou nenhum otário intão num entro no seu jogo mais se tudo tem o preço receba o seu troco
já andou no mei da rapa tinha até umas moralzinha colou até nos corre marcava uma presencinha
sempre andava por perto querendo se chegar mais na verdade o safado tava vindo corujar
deu até umas fita contato de umas fonte disse que era de rocha negocio de cara homi
cabana do caralho delatou meu chegado por causa desse cú o doido ta encarsserado
o patrão é afavor e não aceita lomba errada respeitado lá no hélio e no morro da cocada
relaxe meu comparsa o informante vai bailar o jogo vai virar sua liberdade vai chegar
por enquanto fica ai na fé de Deus e de São Jorge que agente ta aqui na captura do X9
vamo mostrar como é que faz justiça de verdade pedi perdão não vale vacilou agora é tarde
ninguém vai ter piedade do traira arrombado ele vai ser torturado depois morrer queimado
aqui não é iraque nem afeganistão mais tem vários terrorista mil por hora na missão
leal a facção e sempre pronto pra guerra disposto a arriscar a vida em nome da favela
mais ninguém quer ser herói muito menos ser vilão nóis só quer seguir firmão ir na busca dos milhão
a vida é loka mermo só sobrevive os forte OS COMPARSA e " NEURÔNIO " em plena era da glock
firmando e resgatando a auto estima dos ladrão maceió são miguel tamo junto na missão.
de revolver
" só no corre no mei dos policia e dos X9 que axa que ta bom ta mamão ta seguro
cabuetando e mandando os mano pra detrás do muro mais tem uma coisa que se pá cês num entende
aqui é BRASIL lei dos trinta ninguém fica preso pra sempre! "


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • músicas
Publicidade
00:00 / 00:00