Vida de Rei (feat. Cacife Clandestino)

Reis do Nada

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Vida de Rei (feat. Cacife Clandestino) Reis do Nada
Fumaça pro ar, que a vida tá boa
Comigo do lado, gata, o tempo voa
Cê vai relaxar (vai) Cê vai viajar (vai)
Cê vai querer mais dessa vida de rei

Opala conversível, OG Kush Cinderella
Buquê de sour diesel, eu trago flores pra essa bela
Gucci e Louis Vuitton, os compromisso nós cancela
Esquece os stress, se tiver nós atropela
Essência marroquina forte como capuccino
Dirijo minha vida igual Quentin Tarantino
O mundo é um mistério. Sou poeta clandestino.
Família de Floripa, qualquer fita, liga os primo.

Ei, viver a vida de um rei
A vida é como um xadrez
Se vim do nada, po tudo é pouco
Vida fora da lei
Ei, ela me quer que eu sei
Sabe bem, toda rainha precisa de um rei.

Fumaça pro ar, que a vida tá boa
Comigo do lado, gata, o tempo voa
Cê vai relaxar (vai) Ce vai viajar (vai)
Cê vai querer mais dessa vida de rei

Ela me ligou já era madrugada
Dizendo que ela tava ouvindo ‘Reis do Nada’
A sua maneira, viajando nas letras,
Se perdeu nas estrelas… Astronauta.
A noite nunca é tarde pra fazer
Fumaça em meio as transas com você
Quando mais livres
Mais longe dos dias tristes
Mais sonhos que me insistem
A viver como um Rei (do Nada)

Eu tenho mil planos.
Eu e meus manos dominando a quebra
Cada um fazendo a sua
As regras, criamos. Representa o que somos
Reis do Nada, Medellin, nossa família de rua.
Marginais alados, copos para o alto
Ela, batom e salto. Chama pro pecado
Registrando os fatos com meus aliados
Jogadores caros deixando o seu legado.

Fumaça pro ar, que a vida tá boa
Comigo do lado, gata, o tempo voa
Cê vai relaxar (vai) Cê vai viajar (vai)
Cê vai querer mais dessa vida de rei

Beck e snap back, dou meus giros além
Praga, Lima - inerte - paro em Jerusalém
7 - 8 - 7, sabe o CEP, só vem
Família aqui, só vem
(Família aqui, só vem)
E ela diz que cansou de snap, night chique e toda essa farsa
E sabe que hoje poucos sabem viver bem a vida real, yeah
É que ela sabe - a noite é minha casa
Noite com A Corte, não falta nada
Anos na noite, anos na estrada
E antes de anoitecer e essa noite ser
Ow, tudo o que ela quer sentir
Ow, a liberdade que se tem aqui
Sonhos altos
Loucos, sábios
Sãos, quiçá
Bem-vindo ao Reino do Nada


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
Publicidade
00:00 / 00:00