O Rei Do Improviso

Teixeirinha

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
O Rei Do Improviso Teixeirinha
Quem quiser saber quem sou
Eu posso dizer agora
Sou o amante da rima
Com muita honra na espora
Sou trovador do Rio Grande
Meu improviso é na hora
Todo trovador que eu pego
Surro ele e mando embora
Nas peleias que eu fiz
Nunca botei chumbo fora

Nasci no torrão gaúcho
Tomando o meu mate amargo
Depois de largar, não pego
Depois de pegar, não largo

Eu falei pro meu compadre
O seu (?) amargo
E aonde tem trovador
A festa dele, eu embargo
Nem todo ouro do mundo
Me faz entregar meu cargo

Me sinto muito feliz
Quando um trovador se ferra
A minha voz se levanta
Até que o sujeito berra
Improvisei na fronteira
Também em cima da serra
Um gaúcho que nem eu
Sozinho faz uma guerra
E não entrega bandeira
Tricolor da minha terra

Também ser cantar macio
Para uma linda donzela
O mês passado, uma prenda
Uma festa do Catela
Para lhe vencer cantando
Trouxe o irmão tagarela
No prazo de hora e meia
Ele bateu a biela
Depois ficou meu cunhado
E eu fiquei marido dela

Foi a medalha mais rara
Que eu ganhei no improviso
É bela, linda e sincera
Com ela me realizo
Só tem um grande defeito
Gasta o que eu economizo
Até no supermercado
Ela me dá prejuízo
Neguinha gasta pouco
Se não eu perco o juízo


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Estilos: Sertanejo
Site Oficial
Publicidade
letras de Teixeirinha
Publicidade
00:00 / 00:00