O Gavião e a Andorinha

Tião Carreiro e Pardinho

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
O Gavião e a Andorinha Tião Carreiro e Pardinho
Lá no bairro aonde eu moro a coisa vai ficar feia,
Ali mora uma andorinha que tem dente e sombrâceia,
Também tem um, gavião que a muito tempo rodeia.
na volta da meia noite é que o tar gavião passeia.

E um gavião luxento anda de sapato e meia,
Também adivinha chuva sem que o ar diferenceia,
Não acenta em galho seco não deixa rastro na areia,
Eu tô vendo qualquer hora gavião durmi na cadeia.

Andorinha tem quem mande e tráz no pé da correia,
Quem governa e o urutu que mora em baixo da teia,
Andorinha facilita o gavião não bobeia,
No meio da passarada por sinar os dois proseia.

Na festa dos passarinhos os dois tavam de pareia,
Gavião tava contente de gravatinha vermelha,
Andorinha bem vestida brinco de ouro na orelha,
Urutu chegou na festa gavião perdeu a ceia.

Gavião saiu quebrado rastando asa na areia,
Mancando da perna esquerda igual porco na peia,
Andorinha tá quetinha não avoa e nem proseia,
Urutu quando da bote pula certo e não farceia.
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Estilos: Sertanejo
Site Oficial
Publicidade
letras de Tião Carreiro e Pardinho
Publicidade
00:00 / 00:00