Prá Tudo Se Dá Jeito

Tião Carreiro e Pardinho

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Prá Tudo Se Dá Jeito Tião Carreiro e Pardinho
Pagode de Viola/1982

Menina que vive presa
Nas mãos de um homem malvado
Seu padrasto é um carrasco
E traz ela num cortado
Seu lindo jardim do amor
Foi destruído e queimado

Eu vou dar um alegria
Que a menina bem merece
Dou um aperto no carrasco
Na prensa ele amolece
A menina deita e rola
E o jardim do amor floresce

A seca bateu no norte
Destruiu a plantação
A miséria foi com tudo
Na mesa do nosso irmão
O pasto está todo seco
Boi magro lambendo o chão
Eu faço um pedido a Deus
Lá do céu a chuva desce
Fartura volta na mesa
Com a plantação que cresce
A boiada magra engorda
E a Deus a gente agradece

Cruzeiro virou carneiro
E o dólar virou leão
O dinheiro americano
Parece burro pagão
Tá derrubando ministro
Que não sabe ser peão
Mas o nosso presidente
É um cavaleiro bom
Ele vai cortar de espora
Essa malvada inflação
Vai fazer o cruzeiro forte
E jogar o dólar no chão

Empregado vai pra rua
Não é culpa do patrão
Homem do nosso governo
Eu peço de coração
Não deixe encher de areia
A manteiga do nosso pão
Deus nasceu na Palestina
No Brasil hoje ele mora
Meu Brasil é um puro sangue
Que vai correndo por fora
Ele vai chegar em primeiro
Sem chicote e sem espora


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Tião Carreiro e Pardinho
00:00 / 00:00