Escurinha - Escurinho (Multishow Ao Vivo 2013)

Zeca Pagodinho

fotos
Traduzir letra para:
  • tradução
Escurinha - Escurinho (Multishow Ao Vivo 2013) Zeca Pagodinho
Escurinha
Tu tem de ser minha de qualquer maneira
Eu te dou meu barraco
Te dou meu boteco
Que tenho no morro de Mangueira
Comigo não há embaraços
Vem que eu te faço, meu amor
A rainha da escola de samba
Que teu nego é diretor (2x)

Quatro paredes de barro
Telhado de zinco
Assoalho no chão
Só tu escurinha
É quem está faltando no meu barracão
Sai disso, bobinha
Aí nessa cozinha levando a pior
Lá no morro eu te ponho no samba
Te ensino a ser bamba
Te faço a maior

Escurinha
Tu tem de ser minha de qualquer maneira
Eu te dou meu barraco
Te dou meu boteco
Que tenho no morro de Mangueira
Comigo não há embaraços
Vem que eu te faço, meu amor
A rainha da escola de samba
Que teu nego é diretor

O escurinho era um escuro direitinho
Que agora tá com essa mania de brigão
Parece praga de madrinha ou macumba
De alguma escurinha que lhe fez ingratidão

Saiu de cana ainda não faz uma semana
Já a mulher do Zé Pretinho carregou
Botou embaixo o tabuleiro da baiana
Porque pediu fiado e ela não fiou

Já foi no Morro da Formiga procurar intriga
Já foi no Morro do Macaco e lá bateu num bamba
Já foi no Morro dos Cabritos provocar conflitos
Já no foi no Morro do Pinto pra acabar com o samba


Denunciar conteúdo inapropriado
abrir vídeo no player adicionar no player
  • ouvir
Publicidade
letras de Zeca Pagodinho
00:00 / 00:00